Eu e Paraty

Por José Eduardo Agualusa

Tenho sorte com Paraty. Estava no Rio de Janeiro, lendo jornais antigos, para escrever a “Nação Crioula”, quando um temporal violento provocou inundações na Biblioteca Nacional. Com a Biblioteca Nacional encerrada fui de ônibus, sozinho, até Paraty, e por ali fiquei umas duas semanas, escrevendo as primeiras páginas do romance, em bares, restaurantes, e nos bancos de jardim. Regressei a Paraty, convidado pela Flip, para um debate com Caetano Veloso. Costumo dizer que a minha relação ao Brasil, enquanto escritor, tem dois momentos: AC e DC. Antes de Caetano e Depois de Caetano. Devo a Caetano, e à Flip, muitos dos meus leitores brasileiros.

Nos últimos anos os livros levaram-me a viajar muito. Escritores transformaram-se numa espécie de caixeiros-viajantes dos seus próprios títulos. Estive em festivais literários um pouco por todo o mundo. Não conheço nenhum com o charme da Flip. Em primeiro lugar há o cenário. A pequena cidade histórica, com o seu belo casario colonial, e o mar, ao fundo, semeado de ilhas verdes. Depois a simpatia das pessoas, o clima de rave, tudo aquilo que deve ser um encontro à volta do livro – uma enorme festa.

Finalmente nota dez para a organização. Um escritor chega e não se sente perdido, como acontece em muitos dos grandes festivais que visitei.

Espero voltar ainda muitas vezes, como leitor, para viver essa festa e acompanhar conversas à volta dos livros que eu mais gosto, dentro e fora das tendas.

José Eduardo Agualusa nasceu em Angola e é autor de O Ano em que Zumbi Tomou o RioNaçāo CrioulaBarroco Tropical, entre outros.

Anúncios

4 Respostas to “Eu e Paraty”

  1. Solange Jouvin Says:

    Concordo com tudo que disse Agualusa e espero que volte em 2012 para nos conhecermos pessoalmente. Abraos, Solange Jouvin

  2. Gisele Toledo Says:

    Se Agualusa quer voltar Flip como leitor, eu, como frequentadora da Festa e leitora desse angolano de texto fantstico, gostaria de escut-lo nas mesas!!

  3. elmooliver Says:

    Realmente Paraty é alguma coisa magistral.É um lugar único no mundo.Uma gente humilde e caçorosa e muito hospitaleira.Seus bares,restaurantes,enfim a noite de Paraty tem algo a mais.Algo mágico,que não dá prá se expresar em palavras.O máximo que dá prá se fazer é sentir,suas noites,sua retórica,seu luar,seu cheiro de mar…Ainda não tive a sorte do amigo de literatura José Eduardo Agualusa no tocante a já ter escrito alguns livros e,por consequência desse fato já ter conhecido o Caetano e alguns países.Me atendo ao seu comentário,AC/DC,gostaria de acrescentar que um dia conhecí o DRUMMOND,que será o grande homenageado da FLIP-2012,que teve que desmarcar seu encontro comigo em agosto de 1987,pois na sua agenda existencial havia marcado um compromísso,não mais importante que o nosso,mas inadiável e,que a vida havia marcado sem lhe consultar…E ficamos sem nosso elo.Mas costumo dizer que minha vida,também passou a ser AD/DC,Antes de Drummond e Depois de Drummond.Coincidências à parte,o duro foi ter que sobreviver sem ele,sem sua mineirice,sem sua poesia…Abraços fraternais a todos os que se empenham nessa linda FESTA LITERÁRIA INTERNACIONAL DE PARATY,aos organizadores,ao sr.Conde,e atodos os que literalmente arregaçam as mangas,para colocar de pé essa festa literária,na minha opinião a mais linda do Brasil.

  4. sandra da rocha marmo de oliveira Says:

    Estou cada dia mais empolgada em poder ir a Paraty, em conhecer pessoas que sei que existem porque as leio, sei que gosto porque me emociono, sei que no me decepcionarei porque Agualusa me diz que assim .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: